taxa de juros para emprestimo pessoal
taxa de juros para emprestimo pessoal
Emprestimos

Qual é a Taxa de juros para empréstimo pessoal?

10 Partilhas

A crise econômica que assola o país é grave e mesmo que de alguma incrível forma o novo governo seja capaz de melhorar um pouco que seja a economia, isso vai levar tempo e como o desemprego é muito alto, vai levar certa quantidade de anos para que o emprego se recupere totalmente. 

Com isso precisamos fazer de tudo o que está ao nosso alcance para manter o emprego quando o temos, e para não gastar além da conta.

Porém, como também existe a inflação somada ao achatamento dos salários, que raramente vem sofrendo reajustes, as finanças pessoais ficam comprometidas, o que nos leva ao endividamento. 

O empréstimo pessoal é uma das modalidades mais comuns de empréstimos, que muitas pessoas acabam recorrendo na necessidade.

Entretanto, é preciso estar atento aos prazos, as condições, e principalmente a taxa de juros de empréstimo pessoal, porque se a taxa for muito elevada, não vale a pena fazer esse tipo de dívida.

Nesse artigo traremos as informações mais importantes a respeito dessas taxas de juros, para que você não passe apuros na hora de tomar esse tipo de crédito.  

taxa de juros para empréstimo pessoal no Brasil são uma grande questão para os brasileiros, porque devido aos altos juros básicos da economia, ocorre um efeito cascata que faz com que o consumidor final dos serviços financeiros acabe pagando a conta dos juros básicos.

No fim do processo, a taxas de juros para empréstimo pessoal no Brasil acabam sendo das maiores do mundo.

Aqui explicaremos como é formada essa taxa e quais os bancos com taxa de juros para empréstimo pessoal mais convidativas.

Como são definidas as taxas de juros para empréstimo pessoal?

A taxa de juros para empréstimo pessoal é como o banco cobra pelo serviço bancário, que no caso é emprestar dinheiro, e para isso o banco precisa buscar esse dinheiro, e arcar com o ônus de não ter acesso a esse dinheiro por certo período de tempo.

Outro fator preponderante na formação dos juros é o risco do empréstimo, e quando falamos em risco estamos tratando da possibilidade de inadimplência, e quanto maior esse risco, mais caro será o dinheiro.

Como calcular o juro

Uma forma muito simples de saber o verdadeiro valor dos juros é recorrer à matemática financeira e fazer o cálculo dos juros.

Esse cálculo vai utilizar as informações que você pode conseguir fazendo uma simulação de empréstimo, e vai dizer quanto disso é juros.

Dessa forma você pode fazer uma comparação real entre duas instituições e mensurar qual é a melhor taxa de juros de empréstimo pessoal. 

Pegue os dados que você tem, como o montante, que é o valor final que você vai pagar, e você pode saber isso somando todas as parcelas, o capital, que é o quanto você vai receber emprestado, a taxa de juros de empréstimo pessoal, que é a taxa de juros informada, deixando claro que como os empréstimos são feitos em juros compostos, essa taxa é a usada no cálculo do empréstimo, mas não a taxa definitiva

Já que em juros compostos as taxas vão se acumulando, e o número de parcelas.

Para calcular os juros reais, basta fazer a conta montante igual a capital vezes 1 + taxa de juros em decimais, elevado ao número de parcelas.

Se a taxa de juros de empréstimo pessoal for 5% ao mês, a taxa de juros na conta deve ser expressa como 0,05, por exemplo.

Taxa SELIC

A taxa básica de juros no Brasil é a SELIC, e ela é usada como base para que o Banco Central libere dinheiro para os bancos.

A taxa SELIC interfere tanto no custo da captação do dinheiro por parte do banco, como na formação da taxa de juros para o tomador de empréstimo.

10 Bancos com as melhores taxas de juros para empréstimo pessoal

Os bancos com as menores taxas de juros são os bancos que por serem muito grandes e possuírem muitas garantias, conseguem passar para o tomador de empréstimo taxas menos exorbitantes e mais pagáveis.

Esses bancos com suas respectivas taxas de juros mensais são:

  1. Banco Safra – 1,37%
  2. Banco Pan – 1,81%
  3. Banco Renner – 2,19%
  4. Banco BradesCard – 2,58%
  5. Banco da Amazônia – 2,61%
  6. Porto Seguro Financeira – 3,01%
  7. HS Financeira – 3,62%
  8. Banco do Nordeste – 4,17%
  9. Alfa Financeira – 4,19%
  10. Santana Financeira – 4,23%.

Um exemplo de como são essas taxas na vida real pode ser fazendo a simulação de um empréstimo.

Imagine que você consegue um empréstimo pessoal no banco
Safra, o de melhor taxa de juros, e esse empréstimo é de 1000 reais a serem pagos em 12 parcelas fixas, cada parcela vai custar 98 reais e 11 centavos, e o valor final será 1177 reais e 37 centavos.

Esse valor é bem mais pagável do que em outras instituições
como a Crefisa, que no mesmo empréstimo cobraria parcelas de 136 reais e um valor final de 2729.

Isso demonstra que é importante pesquisar antes de buscar um
empréstimo, tanto em relação a taxas de juros como nas condições do empréstimo.

10 Partilhas

Sobre o Autor

Fernanda Claudia

Fernanda Claudia

Possui certificados e especializações em finanças corporativas e gestão de investimentos da University of California Berkeley Extension.